Ambiente Terrestre

enerpeixe

Ambiente Terrestre

No ambiente terrestre são desenvolvidas ações como o monitoramento sedimentológico, sismológico e hidrogeológico, a avaliação das encostas marginais e do clima. Foram instaladas estações meteorológicas na área de influência do futuro reservatório para o monitoramento do clima. 

Estudos de caracterização geológica e geotécnica, mais precisamente nas faixas marginais e zonas urbanas, juntamente com o monitoramento do lençol freático, através da instalação de uma rede de piezômetros e poços rasos, que servirão para delimitação das áreas potencialmente propensas ao desenvolvimento de processos erosivos e garantir a saúde da população. Estas ações são desenvolvidas em parceria com a UnB – Universidade de Brasília. 

Para monitorar a influência do reservatório sob a fauna silvestre, são realizados estudos tais como: densidade populacional, hábitos comportamentais e alimentares, taxa de natalidade e de mortalidade, bem como rotas de migração. Para tanto a ENERPEIXE contratou a Systema Naturae de Consultoria Ambiental, a qual construiu um centro veterinário no Canteiro de Obras. 

Outra preocupação da ENERPEIXE consiste na conservação da biodiversidade da flora regional. Estas ações são desenvolvidas em parceria com a Universidade Federal de Lavras – UFLA. Foram coletadas sementes para reprodução e plantio nas áreas do reservatório. O viveiro de mudas construído no Canteiro de Obras tem capacidade para germinação de 100.000 mudas. 

Para utilização do uso múltiplo do reservatório foi desmatada uma área de aproximadamente 9 mil hectares. Estas ações auxiliaram e embasaram a ocupação e ordenação do entorno do reservatório, garantindo a conservação ambiental. 

A ENERPEIXE em parceria com a FIOCRUZ – Fundação Instituto Osvaldo Cruz, desde 2004, desenvolve ações de monitoramento e controle de vetores, a ção essas que prolongar-se-ão até 2 anos depois do enchimento do reservatório. 

Atualmente, todos os Programas Ambientais estão com atividades, o que exige muitos trabalhos de campo e por lugares de difícil acesso. As equipes estão sempre em contato com a população e são auxiliadas pela Equipe de Relações Públicas, que realiza atendimentos volantes individuais e coletivos.